quarta-feira, 21 de novembro de 2012

ELE MERECE

Advogado, carismático, torcedor do Figueirense, e um apaixonado pela Ilha de SC, Antônio Fernando Bitencourt Arêas tornou-se sócio patrimonial do Figueirense em 20 de outubro de 1965. Prestem atenção no antigo escudo do clube, no número da carteirinha, e no dia, mês e ano em que foi assinado pelo presidente da época. Em 1965, o Figueirense Futebol Clube tinha apenas 44 anos de existência. Coincidência ou coisa do destino, Fernando Arêas faleceu em outubro de 2011. Minha homenagem à viúva Sued e à filha Maria Ângela, herdeiras naturais do falecido torcedor alvinegro.

3 comentários :

Felipe Wojcikiewicz disse...

Poli, considero você a enciclopédia viva do futebol catarinense. Acho muito notável e incontestável o trabalho que você presta à história, não só do futebol, mas de Santa Catarina.
E aproveitando a oportunidade, você deveria dedicar um pouco do seu espaço aqui no blog ao Marcos Moura Teixeira ao Leonardo Moura e ao presidente do Furacão, Wilfredo Brillinger, pois haja visto que de história e de RESPEITO aos ídolos e à torcida do Furacão, eles entendem nadinha.

Parabéns pelo ótimo trabalho. É, com toda certeza, motivo de orgulho ao povo catarinense termos em nossa imprensa esportiva entusiastas como você!

Um grande abraço,

Felipe Wojcikiewicz


(A propósito! Se não me engano meu avô, Egon Carl Wocikiewicz, trabalhou com o seu pai no rádio.)

Polidoro Junior disse...

Obrigado, Felipe. Nosso trabalho é para deixar uma marca positiva no futebol catarinense e na história do jornalismo esportivo. Abraços

evandro disse...

Poli a família Areas agradece pela homenagem, e continue a resgatar a historia de nossa Floripa.Parabens Abraços Evandro Almeida(genro) Maria Sued e Luiz Felipe