quarta-feira, 29 de abril de 2009

PM VETA ESCUDOS NOS "CAIXÕES"

Depois de vetar a faixa série B no último clássico, a Polícia Militar, leia-se tenente-coronel Nilton Ramlow decidiu proibir que os famosos caixões tenham os escudos dos times que são alvos das gozações. Nos clássicos, nem avaianos e alvinegros, poderão colocar os escudos nos caixões, o que já está valendo para a decisão deste domingo na Ressacada. Uma bobagem sem precedentes, porque o que move a gozação sadia são essas brincadeiras. "Chora avaiano" foi uma faixa colocada pelo Figueirense no ano passado. Não há mal algum nisso e a PM deve ter algo mais importante para se preocupar. Entretanto, a proibição foi anunciada. O Avaí pode e deve recorrer dessa atitude arbitrária e irrelevante. Daqui a pouco os torcedores terão que sentar em suas cadeirtas e ficar mudo, como se estivessem em um teatro acompanhando uma ópera.

TÚNEL DO TEMPO

Esta foto da década de 70 faz parte do acervo do ex-jogador do Avaí, Gilberto Silveira, e foi cedida para a Universidade Federal de Santa Catarina, que mantém catalogadas outras riquezas da antiga Florianópolis. O estádio é o Adolfo Konder, onde hoje está o Shopping Beiramar. O time está assim formado: Em pé, da esquerda para a direita: Deodato, Jocelí ( também existe o Joceli branco), Nelinho, Ravales, Valter, Gilberto (quem cedeu a foto) e Moenda; Agachados: mascote, Reginaldo, Rogério, Bo, César e Torquato.

AMISTOSO COM O INTER SÁBADO

A diretoria do Figueirense confirmou na tarde desta quarta-feira, o amistoso com o Internacional do goleiro Clemer (foto) para o próximo sábado, 16 horas, no Scarpelli. O ingresso custará somente R$ 10,00, mas o torcedor terá que levar ainda um quilo de alimento não perecível. Outro que confirmou presença será Sorondo, um dos guerreiros do Colorado gaúcho. O amistoso vai marcar a estréia dos uniformes 1 e 2 da Fila, agora fornecedor de material esportivo do alvinegro.

FESTA AVAIANA NA BELA LAGOA

Olha a alegria dos avaianos que moram na Lagoa da Conceição, onde o apoio ao Leão da Ilha já começou. A família irá cedo para a Ressacada no próximo domingo, fazendo um esquenta debaixo das arquibancadas. Na foto estão Joel Brígido da Costa Júnior, da União da Ilha da Magia, e os pequenos avaianos Yan (e) e Henry, filhos da minha afilhada Eliane Polidoro e do Henry, todos moradores da Lagoa da Conceição, um dos cartões postais da nossa cidade.

DOMINGO PARA VESTIR AZUL E BRANCO

Faça como essa galera avaiana. Vá ao estádio de azul e branco, mesmo que você não tenha ainda nenhuma camisa do Leão. Sim, porque muita gente não tem nenhuma camisa e não são poucos. Alguns compram camisas "piratas" , porque são mais baratas. O site souavaiano.com.br está fazendo uma campanha legal, para que todo avaiano dê um colorido especial na sua casa, apartamento ou carro e deixe a cidade mais azul e branco. A participação do torcedor será muito importante antes e durante o jogo. Depois, vai depender do desempenho da equipe em campo.

PM TEM QUE CONTROLAR O TRÂNSITO

Apesar de ser um reduto tradicional do torcedor avaiano, a Toca do Leão, agora esvaziada pelo projeto Na Concentração com o Leão, deve receber um grande número de torcedores, que normalmente se empolgam e "retardam" a passagem dos motoristas, deixando o trânsito lento e perigoso, já que muitos carros são chutados pelos "empolgados". Porém, para que o trânsito flua, a Polícia Militar precisa chegar mais cedo para evitar a aglomeração dos trocedores, que ainda acham que estão com a razão, porque ocupam a metade da pista de acesso ao estacionamento do clube. Foto de Fábia Haffermann

AGORA VALE O TÍTULO E PRONTO!

Tenho certeza de que nada adiantará ficar remoendo um passado recente de tropeços, afinal de contas, o Avaí vem de três seguidos insucessos. Passa uma borracha e apaga tudo, memorizando coisas positivas, como um jogo forte, de atitude e capaz de superar até os próprios defeitos. A sacada está em anular o Thoni e o Badé. Como fazer isso? O Silas deve saber, até porque ele conhece o grupo melhor do que eu. O time avaiano precisa vencer no tempo normal e detonar na prorrogação, porque quem joga para empatar, normalmente perde.



terça-feira, 28 de abril de 2009

ESBANJANDO CHARME NO DESFILE

Ellen Roche ficou ainda mais bela com a nova camisa alvinegra, sendo uma das atrações da noite passada em Florianópolis. A modelo, que é torcedora assumida do São Paulo, deu um show na passarela do Taikô e provocou suspiros e comentários de quem estava no local. Foi, sem dúvida alguma, um show à parte.

FESTA DE PRIMEIRA NO TAIKÔ

A festa de lançamento dos novos uniformes do Figueirense foi sensacional, no Taikô, em Jurerê Internacional, na noite desta segunda-feira. Encontrei muitos amigos alvinegros, torcedores e ex-dirigentes, além de boa parte da imprensa, e até o presidente do Avaí, João Nilson Zunino, que estava na festa na condição de presidente da Associação dos Clubes Profissionais de Santa Catarina. Conversei com o atacante Rafael Coelho e lá também estavam o Lucas, Rogér e o goleiro Wilson, muito assediado pelos fanáticos alvinegros. Porém, quem roubou a cena foi a bela modelo Ellen Roche (foto), demonstrando muita simpatia, alegria e desenvoltura, atendendo a todos com humildade. Os novos uniformes ficaram belíssimos e o número 1, de camisas listradas verticais em preto e branco, arrasou. O alvinegro arranca bem a sua caminhada rumo a volta para a série A. Ellen Roche e Polidoro Júnior em foto de Carlos Amorim.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

ELLEN NO TAIKÔ HOJE!

A modelo Ellen Roche chega a Floripa nesta manhã de segunda-feira e ficará hospedada em um hotel na avenida Beira Mar Norte. Ela será uma das atrações na festa de lançamento do novo uniforme do Figueirense, logo mais no Taikô, em Jurerê Internacional. A bela iniciou no futebol em 1999, ano em que o alvinegro conquistava o título estadual em cima do Avaí. Ellen foi contratada pela Federação Paulista como chearleaders- chefe de torcida. É são-paulina fanática e acompanha o futebol com frequência.

domingo, 26 de abril de 2009

MOMENTO É DE UNIÃO

Marquinhos Santos sentiu uma fisgada na coxa aos 15 minutos de partida e acabou saindo até para não agravar a lesão. O time já não contava com o Émerson e o Caio, lesionados, e entrou desfigurado em campo. A vantagem foi ter o atacante William no banco, já que o time esteve aquém, ainda mais com Wendel Falcão e Odair na equipe. Silas preferiu deixar o Medina no banco e entrou com o Ferdinando, que acabou levando um baile do Badé, que deitou e rolou no primeiro tempo. O Avaí precisa contratar um lateral direito nato de forma urgente, porque não se vive sempre de improvisação.

Defesa

Mal iniciou o jogo e o goleiro Eduardo Martini operou um milagre, ao evitar o gol do zagueiro Rafael Morisco, em uma jogada muito bem ensaiada pelo Verdão. A pressão do time da casa começou cedo, apesar da desatenção dos zagueiros avaianos no lance. Agora o momento é de união de todos e tentar reverter a vantagem, que era do Avaí e passou para o bom time da Chapecoense.



"FERA" NA FESTA ALVINEGRA

Imperdível o lançamento dos novos uniformes do Figueirense, nesta segunda-feira, no Taikô. A modelo Ellen Roche, torcedora do São Paulo e que já foi eleita a mais sexy do mundo, e o modelo internacional Álvaro Jacomossi, além dos “modelos” locais Wilson, Roger e Rafael Coelho, estarão dando um show na passarela em Jurerê Internacional. Na festa da Fila, novo patrocinador do alvinegro, não poderia faltar um "filé" desses, porque ela é linda, charmosa, provocante e...



DERROTA E REVERSÃO DA VANTAGEM

O time da Chapecoense enfrentou o Avaí em cinco oportunidades e venceu três jogos, restando ao Avaí uma vitória e ainda um empate. É inegável que o Verdão tem sido o calo do Leão da Ilha em toda a competição. O estádio Índio Condá recebeu a sua lotação e a festa nas arquibancadas foi bonita. Com a vitória por 3 a 1, a Chapecoense reverte a vantagem do Avaí e agora jogará por um empate na Ressacada. Já ovolante Wendel Falcão recebeu um cartão amarelo aos nove minutos do primeiro tempo, por conta de um carrinho que deu no jogador da Chapecoense quando este já estava fora de campo. Já a expulsão dos dois treinadores foi ridícula, porque Silas e Mauro Ovelha até xingaram, mas nada justifica a dupla expulsão. O árbitro da decisão não pode se envolver tanto de forma emocional.William (foto) saiu do banco para marcar o gol do Leão,até porque o Marquinhos Santos saiu lesionado e preocupa para o jogo de domingo.



GALERA AGUARDA PELA FESTA

Até a noite de ontem, estavam confirmados cinco ônibus que deixaram a capital catarinense com destino ao oeste do estado, sendo três deles da Mancha Azul, a maior Organizada do Avaí, que estava cobrando apenas R$ 20,00 pela passagem de ida e volta sem o ingresso. Uma excursão foi organizada por uma torcedora de nome Priscila e um outro saiu do Roçado também com lotação máxima, sem contar também com muitos torcedores que viajaram em carros particulares. Se você tem informações sobre quem mais viajou me informe, por favor. Enquanto isso, a maioria dos avaianos vai ficar na expectativa de um grande resultado no Índio Condá.

sábado, 25 de abril de 2009

O DOMINGO É DO LEÃO

Uma das novidades nesta reta final de campeonato, é que o Hino do Avaí será gravado em espanhol e tem tudo para ser um sucesso de vendas, porque a versão em francês já ficou na história. Já o dirigente Moisés Cândido e o lendário Fernando Bastos serão os entrevistados do programa Campo Crítico, que irá ao ar neste domingo, pela rádio Guarujá, a partir do meio-dia.Falando nisso, desde às 9 horas desta manhã a Guarujá já estará falando da decisão. Ligue o rádio nos 1.420 e curta a programação que ficou um show, com entrevistas ao vivo, craques do passado, repórter na torcida e muito mais.Em qualquer ponto da Grande Florianópolis, onde tiver um bar aberto, neste domingo, a tevê estará ligada na Ric, com os avaianos torcendo e os rivais secando.



CLIMA DE RIVALIDADE NO AR

A delegação do Avaí não ficará hospedada no centro de Chapecó como havia sido comentado. Por precaução, os avaianos ficarão num hotel fazenda, distante 50 km do estádio, no município de São Carlos. Uma atitude preventiva, mesmo porque sempre tem uns engraçadinhos no meio da multidão.Em campo, o time do oeste foi o único que venceu o Avaí por duas oportunidades, inclusive aplicando uma goleada por 5 a 1. Nos confrontos em 2009, o Avaí venceu apenas uma vez e houve um empate e as duas vitórias da Chapecoense. Neste domingo, os dois times se encontrarão para o penúltimo capítulo da temporada.



INSPIRAÇÃO AVAIANA NO OESTE

Esta cena tem tudo para se repetir na final da Ressacada, mas bem que os jogadores avaianos poderiam pegar essa imagem como um incentivo a mais para este domingo.O friozinho na barriga já começou, apesar de que tudo será permitido no Índio Condá, até porque ainda haverá tempo de recuperação para a decisão na Ressacada. É claro que se o Avaí puder vencer, o resultado será bem vindo, mas não perder já estará de bom tamanho e com a volta do Caio, a equipe ficará mais consistente no todo. A Chapecoense não é imbatível, pois também possui os seus medos, tanto que o treinador Mauro Ovelha anda pregando respeito para com o Avaí. Um jogo para o pulo do gato, ou melhor, do Leão.



quarta-feira, 22 de abril de 2009

EMPATE E FIM DA LINHA!

Faltou muito pouco para o Figueirense passar de fase, mas os atacantes pecaram na finalização, principalmente Rafael Coelho e Schwenk, que não conseguiram vencer o goleiro Aranha. Isso sem contar a bola na trave do atacante Marcelo Macedo, mesmo com o alvinegro com um homem a menos, já que o Roger havia sido expulso. De qualquer forma, o time foi guerreiro, encurralou a Ponte no seu campo de jogo e não venceu por incompetência na conclusão. Wilson novamente salvou o time da derrota, enquanto o treinador Roberto Fernandes preferiu destacar a raça do time e o empenho em campo, mas ainda não está contente com o padrão de jogo atual. O jogo ficou no 0 a 0 e a torcida da Ponte Preta comemorou a passagem de fase, apesar de ter a consciência de que o time catarinense deu trabalho e até merecia a vitória.



PROJETO PIONEIRO NO ESTADO

Você conhece alguma torcida no futebol catarinense, brasileiro e mundial, que vai para o estádio assistir o jogo do seu time de coração indo de bicicleta? Pois bem: um grupo formado pelo avaiano Michel Lemos da SIlveira começou a "brincadeira" saindo da Trindade e agora já encontra adeptos de vários bairros da capital catarinense. A saída do grupo é da frente da sede do Corpo de Bombeiros da Trindade,passando por Pantanal e Costeira, sempre uma hora antes dos jogos do Avaí em casa. O percurso até o estádio leva meia hora e as bikes são estacionadas em um local especial ao preço de R$ 1,00, atrás do setor B. Gostou da idéia? Informações pelo e-mail do Michel que é o michelsmdc@yahoo.com.br

FAMÍLIA UNIDA NA BIKE

Essas são as duas grandes incentivadoras do Michel, que não fica sozinho nesse projeto, mas nem por decreto. É que a esposa dele e a pequena herdeira também "passeiam" de bike até a Ressacada, aproveitando o visual maravilhoso da cidade ( e ecologicamente correto) até o estádio do Leão da ILha.

TV TIRA JOGO DA GRADE

Por determinação superior, e até por importância de competição, o jogo entre Ponte Preta e Figueirense foi retirado da grade de programação, seja pela Sportv ou PFC, pay-per-view, o que é uma vergonha. A preferência foi por jogos da Libertadores da América. Acredito que se o Figueirense fosse integrante da série A do futebol brasileiro, o tratamento seria outro. A solução é acompanhar o jogo pelo rádio, destacando que a rádio Guarujá já está falando direto do estádio Moisés Lucarelli com o narrador Janiter De Cordes e o repórter Rogério Luiz.

terça-feira, 21 de abril de 2009

A DIFÍCIL MISSÃO EM SP

Faz cinco anos que o Figueirense conseguiu um belo resultado em Campinas, no mesmo estádio aonde amanhã os dois times irão se enfrentar. O jogo foi válido pela série A e o alvinegro venceu por 2 a 0, gols de Fernandes e Paulo Sérgio. É claro que o momento era outro e o time bem mais qualificado, com Cléber e Márcio Goiano na zaga, Bilu e Jeovânio no meio, além do Fernandes e do Sérgio Manoel e dos laterais Paulo Sérgio e André Santos. Porém, quero enaltecer e que sirva como exemplo a atitude daquele time, que entrou em campo disposto a surpreender e acabou conseguindo atingir a sua meta.É com essa atitude que o atual grupo deve jogar, sendo inteligente com posse de bola e dedicado, atento e agrupado quando o time deles resolver jogar. No futebol, tudo pode acontecer, apesar do Figueirense entrar desfigurado, ainda sem a sua força máxima.
Foto de Carlos Amorim/FFC/Arquivo

BORRACHA E VIDA NOVA

O zagueiro André Turatto, com maturidade e profissionalismo, deu uma entrevista consciente ao dizer que o episódio violento com um grupo limitado de torcedores avaianos já faz parte do passado e que a meta é o título estadual. É isso mesmo, até porque daqui há alguns anos gostaria de lembrar desse grupo como campeão, assim como recordo o time de 1997, último estadual conquistado pelo Avaí. Por esses e outros motivos, que o exemplo das torcidas e Avaí e Chapecoense (foto) precisa ser seguido, num ambiente de paz e confraternização, com respeito ao próximo, independente da sua preferência de cada um. Já o Avaí emplacou quatro jogadores na seleção dos 22 melhores atletas do quadrangular final, na promoção Top da Bola, do Instituto Mapa. Eduardo Martini, Émerson e André Turatto, Marcus Vinícius e Marquinhos Santos, podem se considerar privilegiados. William, que se lesionou, Medina que caiu de produção, e Lima, o rei dos gols perdidos, poderiam estar na lista, mas falharam na reta final. Enquanto isso, o treinador Mauro Ovelha está se encaminhando para ser eleito o melhor do campeonato, desbancando até o próprio Silas.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

ARTILHEIRO LIBERADO

O Figueirense deve promover as estréias do zagueiro Toninho e do ala Ânderson Pico, além do retorno anunciado do volante Carlinhos, já recuperado de uma séria lesão. O perigo é que são jogadores que não jogam uma partida oficial faz um bom tempo.Já a Ponte Preta, favorita nesta quarta-feira, está na final com o Barueri e vai decidir o título de campeão do interior no Paulistão. A diretoria quer casa cheia e reduziu o preço dos ingressos. O Figueirense terá que ser forte, na marcação e na precisão do seu ataque, que terá novamente o atacante Schwenk (foto), recuperado de uma lesão na semana passada. Roberto Fernandes pode escalar o time no 3-5-2, apesar de ter declarado que a sua preferência é pelo 4-4-2. Foto de Carlos Amorim/FFC


domingo, 19 de abril de 2009

DERROTA E VIOLÊNCIA!

Marquinhos Santos deixou escapar antes da partida que na goleada por 5 a 1 em Chapecó, os jogadores do Verdão teriam debochado dos avaianos. Por isso o grupo teria decidido entrar com força máxima, com a concordância do Silas. Em campo, o Verdão foi mais organizado e o único time que venceu o Leão duas vezes em quatro confrontos.Até que o primeiro tempo na Ressacada foi emocionante, mas na etapa final ficou um ataque contra defesa com poucas ações que empolgassem o público, com exceção do belo gol marcado pelo Rômulo, depois de uma falha gritante do sistema defensivo avaiano. Marquinhos Santos não foi brilhante e o Caio fez falta, já que o jovem Tomas rendeu quase nada. No ataque, Evando foi uma peça nula e o Avaí decepcionou. No final da partida, uma pequena parte da torcida do Avaí, postada na arquibancada perto da Mancha Azul, cantava "Vergonha" e "Time em Vergonha", quando o meia Marquinhos Santos disse um palavrão e fez alguns gestos obscenos. Cerca de 30 torcedores deram a volta e invadiram o espaço reservado para os jogadores e conselheiros, indo contra detrminados jogadores e atirando pedras nos carros que estavam estacionados. O conflito durou alguns minutos até a chegada dos seguranças do clube e policiais militares.




TORCIDA CHAPECOENSE VEIO

A torcida da Chapecoense prestigiou o time comparecendo com cerca de 350 torcedores, que vieram em quatro ônibus e dezenas de carros particulares. Foi a maior presença de torcedores do Verdão aqui na capital, demonstrando toda a confiança deles na classificação para a final. Já o projeto Na Concentração com o Leão apresentou como atração o Grupo Atrevidos, lotando as tendas instaladas pelo Avaí próximo ao restaurante do clube. Pela segunda vez, e pelo visto vai continuar na série A, o projeto esvaziou a Toca do Leão e o Bar do Chapecó.O público que assistiu Avaí e Chapecoense foi de 7.880 torcedores, considerado como muito bom para uma partida que, para o time da casa, representava muito pouco.



sexta-feira, 17 de abril de 2009

REFORÇO AVAIANO QUASE CERTO


O superintendente de futebol do Avaí, empresário Eduardo Gomes, participou do programa Campo Crítico, da rádio Guarujá, nesta quinta-feira, e confirmou que o meia Preto (foto) esteve mesmo em Florianópolis e que tudo está muito bem encaminhado para a contratação dele com vistas à série A 2009. O atleta retornou para São Paulo, onde esteve reunido com o presidente da Portuguesa, que não quera saída do atleta. Porém, destacou que não pretende ficar com nenhum jogador que esteja descontente. Eduardo adiantou que o Leão contratará mais tr~es jogadores e a prioridade serão um ala direita, um meia e um zagueiro ou volante. Segundo Eduardo, Preto deve estar em Florianópolis na próxima segunda-feira, já para assinar o contrato de um ano com o clube azurra.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

O BRILHO DO "NOVO" AZUL

Muitos funcionários trabalhando - embelezando- e a Ressacada vai ficando cada dia mais linda, rejuvenescida. A foto é de Rubinho Flôres, postada no blog Flagrantes do Cotidiano, e com o aval da também competente e eclética repórter Carla Cavalheiro. A nova cobertura da casamata da Ressacada é de policarbonato, resistente e bela. Veja bem, porque num piscar de olhos, os novos bancos de reservas (couro puro) já estarão no lugar em poucas horas.

AMERICANO (RJ) ELIMINA FOGÃO

O Botafogo foi eliminado pelo Americano em pleno Engenhão, diante de quase 30 mil torcedores, ao ser derrotado nos pênaltis pela modesta equipe de Campos, interior do Rio, onde já estive com o Avaí em jogo pela série B do Campeonato Brasileiro. No tempo normal, o Fogão venceu por 2 a 1, mas a zebra apareceu foi nas penalidades, 5 a 4. O Americano será o próximo adversário de Ponte Preta ou Figueirense. A Copa do Brasil é um torneio curto, onde os pequenos e os miúdos costumam aprontar.

NOVA CASA, VIDA NOVA

O ditado pode estar invertido, mas os avaianos entendem o que eu quero dizer. Na foto, ao fundo, os guindastes e uma parte das novas arquibancadas e, num primeiro plano, uma das casamatas ao lado do antigo "ponto de ônibus", batizado por eu mesmo quando era setorista do Leão da Ilha. Durante anos foi o "abrigo" de grandes jogadores e treinadores, mas já estavam ultrapassados. O Avaí dá um pulo enorme no quesito beleza e condições de trabalho para os profissionais dos clubes.

NADA DE POUPAR O MARQUINHOS

Não sei o que passa pela cabeça do Silas, mas ele precisa refletir sobre o que andam comentando da possibilidade de poupar o Marquinhos Santos para o jogo deste domingo. Essa história de ficar pisando na ponta dos dedos não me agrada, mesmo porque quem muito esconde não tem nada para mostrar. O Avaí precisa treinar, agrupar a sua força máxima, fazendo com que os seus principais jogadores tenham a tranqüilidade necessária para enfrentar todas as adversidades. O Evando lembrou bem na semana passada, que nos jogos sem o anjo loiro o Avaí venceu. Logo, manda o Marquinhos para o jogo e deixa o atleta livre para criar, brilhar e fazer o que ele mais sabe na vida: jogar futebol. O resto é o resto.



terça-feira, 14 de abril de 2009

NOVO REFORÇO ALVINEGRO

Esse é o João Filipe, 20 anos, o novo reforço do Figueirense, visando as disputas da série B do Campeonato Brasileiro. O atleta estava no time carioca do Mesquita e chegou prometendo futebol, dedicação e empenho para fazer com que o alvinegro retorne à elite do futebol brasileiro.
O Figueirense já anunciou Kássio, Toninho, João Filipe (é assim mesmo que se escreve) e o volante Alê, que já atuou no Avaí. Foto de Carlos Amorim/Assessoria FFC

domingo, 12 de abril de 2009

DERROTA E POUCO BRILHO

O Avaí muda da noite para o dia com ou sem o Marquinhos Santos. E essa dependência não é benéfica, porque nem sempre o anjo loiro estará no time. O jogo em Joinville, neste domingo ecom derrota por 1 a 0, serviu mesmo para zerar os cartões amarelos de Émerson, Odair e Wendel Falcão. De resto, a produção da equipe foi aquém da expectativa de todos. Faltou brilho em campo.O volante Wendel Falcão é Atleta de Cristo e um dos mais fervorosos integrantes da ala de religiosos do grupo avaiano, mas se precisar dar uma chegada mais dura e até meter a mão na cara do adversário, ele não pensará duas vezes.E no gol do Joinville ninguém estava na marcação do Marcelinho Silva, que cabeceou sozinho, num erro gritante e inadmissível do sistema defensivo. Até o atacante William se esbarrou com um zagueiro avaiano.O próprio William (foto) que deu uma mancada ao provocar o árbitro e receber o cartão amarelo, estando agora pendurado com dois cartões. É preciso que levem a decisão à sério, sob pena do Avaí sofrer um baque inesperado,lembrando que o grupo conseguiu uma boa vantagem e não o TÌTULO.

sábado, 11 de abril de 2009

FESTA NO INTERIOR

O Avaí deve ter uma ótima atuação fora de casa, mesmo porque o Silas deixou escapar de que irá descansar poucos titulares. Isso deixa a equipe mais forte e confiante, mesmo porque não é momento para bobear. O Joinville terá um grande público na Arena e vai buscar a vitória à qualquer custo. Além disso, o Avaí conta com 7 jogadores pendurados com dois cartões amarelos e o ideal seria levar o terceiro neste domingo. Diante do Jec, o Avaí venceu duas e empatou outra. O Leão tem uma ótima performance contra os outros grandes do futebol catarinense, já que empatou as duas com o Figueirense, venceu três do Criciúma e perdeu apenas uma.

TORCIDA COMEMORA 18 ANOS

Neste sábado, a Gaviões Alvinegros estará comemorando os 18 anos dessa que é a maior torcida
organizada do Figueirense. A festa será neste sábado na sede da UNidos da Coloninha, a partir das 20 horas, tendo como atrações as Bandas Swing Maneiro, Zuação, Na Moral e Código Negro. Informações sobre ingressos no telefone 3209-8718. Parabéns aos Gaviões e boa festa!

TÚNEL DO TEMPO

Esse time do Figueirense enfrentou o Marcílio Dias em um amistoso na década de 60, sendo mais preciso em 1968. Em pé da esquerda para direita: Arruda, Juca, Bí, Veneza, Maurício, Castorino e Ramos.

Agachados da esquerda para direita: Laureci, Enio, Luizinho, Dacica, Marciano, Vanildo e Raulzinho.

Reparem no uniforme, com camisas listradas em preto e branco, calções pretos e meios "zebrados". Na década seguinte,o meião era todo preto, que combinava muito bem com todo o uniforme e era muito respeitado. Posso ser saudosista, mas o alvinegro nunca precisou do verde, tão carregado nos dias atuais.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

O DILEMA DO SILAS

Ontem o treinador avaiano comandou um treino tático, mas novamente os portões foram fechados para a imprensa. Então, vamos ficar no campo da especulação. Silas não pode levar um time totalmente misto, sob pena de sofrer uma sonora goleada na Arena. Eu se fosse o treinador avaiano, não gostaria de enfrentar o Joinville na final. Portanto, jogaria com a força máxima para poder eliminá-lo de vez. E ainda há a história dos sete jogadores, sendo quatro deles de fundamental importância, pendurados com dois cartões amarelos. O momento não é de descanso para a maioria, ainda mais que o Avaí ainda não ganhou nada, apenas pequenas e boa vantagens.Os zagueiros André Turatto (foto) e Émerson, o volante Bruno e o meia Caio fazem parte da relação dos atletas com dois cartões amarelos. Odair, Wendel Falcão e Ferdinando também. O ideal seria levar todos eles para forçarem o terceiro cartão amarelo, evitando surpresas para os dois jogos das finais.



DO OUTRO LADO DO MUNDO


Mais uma vez o preparador de goleiros Miltinho, ex-Figueirense, Vasco e Sport, me enviou notícias da ÁFrica do Sul, onde ele está trabalhando no Free State Stars, da 1ª Divisão do futebol africano. Vamos às boa notícias de um catarinense que está se dando bem no exterior:

"Polidoro ,meu amigo, desculpe pela demora em mandar noticias, porque eu estava sem computador aqui, pois minha familia chegou fazem 21 dias e, só agora consegui uma internet aqui, pois , tem que ter 2 meses de País e, levou 10 dias após meu pedido de instalação, nesse sentido as coisas aqui são um pouco demoradas. Estou mais do que nunca muito feliz com tudo , pois , estou trabalhando à 9 jogos aqui no fFree State Stars, com 4 vitórias, 4 empates e 1 derrota, fizemos 7 gols e sofremos apenas 2. Quando cheguei éramos décimo primeiro, correndo sérios riscos de cair, mas hoje estamos em oitavo , fazem 5 jogos que não tomamos gols e, estamos lutando para sermos terceiro ou quarto colocados, restando ainda 4 jogos para o final do campeonato . Minha família está se acostumando bem com a lingua , estudamos todos os dias , nesse ritmo até final do ano não teremos mais problemas com o inglês. Dia 14 de maio irei de férias para o Brasil , mas antes disso, vamos trazer 3 jogadores do Brasil para cá, pois a intenção é ser campeão na próxima temporada , fato inédito na história do clube. Outro fator importante é que , talvez faremos a pré temporada em Florianópolis no final de junho até metade de julho e estamos tentando acertar com algum hotel na Grande Florianópolis. Um grande abraço para todos, Milton e família."

quinta-feira, 9 de abril de 2009

EMPATE EM JOGO COMPLICADO

Foram quatro gols no Scarpelli e muita disposição do time alvinegro, que teve poder de reação e foi buscar por duas vezes o empate, sendo que aos 32 minutos da etapa final, o Rafael Coelho (foto) novamente salvou a pátria alvinegra. A Ponte Preta deu muito trabalho e leva para o Moisés Lucarelli uma boa vantagem, já que marcou dois gols na casa do adversário. É claro que uma vitória simples serve para o Figueirense, mas não será nada fácil a partida de volta, dia 22, em Campinas (SP). Roberto Fernandes montou um esquema cauteloso, liberando o Pedrinho para a criação, mas a sua atuação foi muito tímida. Ainda com um jogador a mais, já que o Edílson foi expulso, o Figueirense não soube tirar vantagem e levou sufoco da Ponte Preta, que desperdiçou três chances claras na cara do Wilson. Enfim, não venceu e levou sufoco e, apenas para variar, o goleiro do Figueirense foi o melhor em campo.O público foi de 7.347 torcedores e pode ser considerado muito bom.

REENCONTRO COM A TORCIDA

Depois de duas semanas sem jogar uma partida oficial, o Figueirense encara a Ponte Preta na noite desta quinta-feira, em jogo importante pela Copa do Brasil. O time paulista vive um melhor momento, está em ritmo de competição,mas não quer dizer que se trata de uma equipe imbatível. Roberto Fernandes sabe disso e está escalando um time com cuidados defensivos, mas não tão recuado assim. Ele optou por Schwenk e Rafael Coelho no ataque, deixando o Marcelo Macedo no banco, que na minha opinião é o melhor dos atacantes do elenco.Lucas e Juninho nas alas, além do Dieyson na zaga, serão os representantes da juventude alvinegra diante da Macaca.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

NA DECISÃO E NA COPA DO BRASIL


Um jogo muito disputado, de cinco belos gols, duas bolas na trave do Criciúma, a expulsão do Luis André e com dois erros graves do árbitro José Acácio da Rocha, que não assinalou uma penalidade clara no Marquinhos Santos, além de ter anulado um gol legal do Criciúma. Os dois times proporcionaram um grande jogo e de muitas chances, bem diferente do confronto chato entre ambos no último sábado. Enquanto pôde, o goleiro Eduardo Martini fez a diferença, mas o atacante Zulu foi preciso nos dois gols do Tigre, enquanto o Marquinhos Santos salvou o Avaí da derrota, até o gol da classificação marcado pelo Christian. O Leão da Ilha carimbou a sua vaga para a decisão e já confirmou a sua vaga para a Copa do Brasil de 2010

TITULAR LEVA 3º CARTÃO


O goleiro Eduardo Martini não poderá enfrentar o Joinville, neste domingo, na Arena Joinville, por ter recebido o terceiro cartão. Foi decisivo na atuação do time avaiano, que apresentou um futebol envolvente e objetivo. Chegou a vez do goleiro Paes, que no ano passado defendeu a meta avaiana diante do São Caetano, ainda pela série B de 2008.

MARTINI PEGOU ATÉ PÊNALTI

Foi um jogo emocionate no Heriberto Hulse, desde o início. Silas surpreendeu entrando com o 4-4-2, já que se esperava por uma maior cautela do treinador avaiano. De qualquer forma, encarou o Tigre no quarto confronto do ano. Um clássico com gols, penalidades, defesas milagrosas dos goleiros e muita pegada em campo. O Avaí continua criando muita chances de gol, porém desperdiçando demais. A nação avaiana que esteve presente no estádio fez uma grande festa.

ÁRBITRO "OPERA" O AVAÍ


José Acácio da Rocha não viu porque não quis, um pênalti claro cometido pelo Basílio no Marquinhos Santos, ainda no primeiro tempo. O volante do Tigre empurrou o craque avaiano com as duas mãos e o árbitro ignorou o lance. Em seguida, enquanto os jogadores cobravam a marcação da penalidade, o Criciúma ajeitou o contra-ataque e o Zulu marcou um gol legal.
Já o segundo pênalti na partida também aconteceu, mesmo porque o André Turatto entrou no lance que nem um maluco. E o Martini fez a grande defesa do jogo, evitando o gol do Tigre.

domingo, 5 de abril de 2009

MOINHA, ATENDE O PEDIDO!



A Raça Azul precisa adicionar mais uma faixa no seu famoso VARAL - exposto todos os jogos no parapeito da arquibancada, ao lado do setor B, homenageando o destaque do time no acesso para a série A e o principal craque do time na atualidade: Marquinhos Santos. O próprio atleta já falou sobre isso. Seria a realização de um sonho dele, que é torcedor do Avaí, e da família do jogador. Na verdade, um reconhecimento. Entendo que não há nada que impeça essa homenagem, eternizando o nome do anjo loiro ao lado de atletas reverenciados pela Raça Azul. O nome de Marquinhos pode e deve estar ao lado das faixas de Juti 75 e Adilson Heleno 1988. Moa, capricha, porque o Marquinhos merece. A foto é de Rubinho Flôres.

PERTO DA FINAL E DA C. DO BRASIL

Um jogo feio e de muita marcação. Em alguns momentos, o Criciúma assustou. Por sorte, dedicação e com a falha do goleiro do Tigre, o Avaí venceu por 2 a 1 e encaminhou a sua vaga para a grande final. Silas montou um esquema muito fechado, mas jogou com o regulamento. Também não adianta jogar bonito, sufocar e não vencer.
Esquema
O excesso do Avaí em marcar as ações do Criciúma, acabou comprometendo o trabalho dos atacantes, Lima e Evando. Os dois times concentraram a partida no meio-campo, com raras jogadas pelos flancos. Por sorte, o Odair acertou o pé e o goleiro aceitou. Já o Silas falou na entrevista coletiva que o momento é de reclusão, um recado para que os jogadores pensem mais na carreira e no momento do clube, abdicando do lazer e até de um banho de mar esticado. Quis dizer que chega de exageros, porque está em jogo o título e uma vaga para a Copa do Brasil de 2010.


sábado, 4 de abril de 2009

JOGO PARA UM GRANDE PASSO

Pela terceira vez na temporada, Avaí e Criciúma estarão se confrontando, longe das polêmicas dos jogos anteriores. Nada de pagar o pato ou de ficar mandando recado pela imprensa, normalmente a culpada por tudo. Esse “silêncio” dos dois times será benéfico para o tira-teima, depois que cada um venceu uma partida. Lá, no Heriberto Hulse, o Leão da Ilha perdeu por 4 a 2, enquanto na Ressacada o Tigre caiu de 4 a 0. Se um empate não deixa de ser um bom resultado para o adversário, ao Avaí resta a opção de partir para cima, procurando uma vitória que lhe deixará ainda mais com folga neste quadrangular. Por tudo que cerca a partida, o Avaí é o grande favorito do clássico. Evando(foto) e Medina retornam ao time azurra.


quinta-feira, 2 de abril de 2009

NOVO SITE ESPORTIVO NO AR

Os torcedores de Avaí e Figueirense já estão desfrutando de mais um site especializado sobre o futebol catarinense, porém com grande destaque e total cobertura para a dupla da capital. São imagens inéditas, entrevistas coletivas na íntegra, debates, reportagens especiais, blog e o espaço para a opinião do torcedor. O endereço é o http://www.infoesporte.com.br/ e na foto está o cinegrafista Rico captando os melhores lances de mais uma coletiva no dia-a-dia da dupla. Os jornalistas Daniel Calmon e Arthur Virgílio são os responsáveis pelo toque de classe nas reportagens, com textos de primeira linha.

DÃO NÃO QUIS ESPERAR MAIS

Roberto Fernandes participou do programa Campo Crítico, da rádio Guarujá, nesta quinta-feira, me causou uma ótima impressão. Apesar de jovem na profissão, demontrou conhecimento e fiquei com a certeza de que a campanha alvinegra não será em vão, principalmente se o grupo estiver comprometido com o projeto dele. Roberto destacou que conhece muito bem a série B, disse que gosta do esquema 4-4-2 e até o 4-3-3 e falou em 10 reforços para o elenco. Também revelou que o ex-ídolo Dão (foto) não teve paciência para aguardar mais um pouco, porque ele daria uma chance para o atacante Alan Carlos, filho do Dão, que acabou deixando o Figueirense para jogar no Corinthians Alagoano. Dão teria dado um ultimato ao Roberto: ou joga ou eu tiro o garoto do clube.