quinta-feira, 21 de julho de 2011

ELIAS NÃO QUIS

O jogo inteiro foi do Figueirense, seja pela iniciativa em busca do jogo, seja pelas chances criadas, seja pela posse de bola, seja pelo pênalti, burramente desperdiçado pelo Elias. E olha que o zagueiro João Paulo foi para a cobrança, mas o Elias quis cobrar. Estava frio no jogo, mas quis cobrar. Pelo egoísmo dele, o Figueirense deixou de conquistar os três pontos e a partida com o Grêmio, lamentavelmente, ficoi no 0 a 0. Claro que o próprio João Paulo poderia ter cobrado e perdido, mas era o mais indicado, menos o Elias. Para o Grêmio, o empate, evidente, foi bom. Mas o Grêmio do passado, das glórias, de time grande como é, acabou jogando atrás, encurralado pelo Figueirense. Foto de Alexandro Albornoz/Notícias do Dia.

2 comentários :

Igor sausmikat disse...

Pontos que farão realmente Falta,pra arrancar pontos dentro do Scarpelli é complicado e o pior foi ver o pessoal do Rio Grande do Sul protestarem contra a forma que comemoraram o 0 a 0 do lado de lá.Pela forma que foi o jogo,pelas circunstâncias é pra se sentir aliviado sim,toma sufoco da forma que foi não foi a toa.Um pecado como até tinha acabado de comentar em meu blog para o Figueira e o Elias tinha tudo para se consagrar e o Marcelo Grohe cortou o barato.
Abraço Polidoro
Igor
meu blog de esportes: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter @blogdoigor05

Michel Vieira disse...

Egoísmo do Elias? Ele é o batedor oficial junto com Aloísio e João Paulo. Quero ver se tu teria peito pra pegar a bola, ter personalidade num momento decisivo e cobrar a penalidade, duvido que terias, falar aqui é fácil. No mais eu concordo, Figueira dominou o jogo, foi bonito de ver, mas acontece, bola pra frente.