segunda-feira, 2 de maio de 2011

DESCANSE EM PAZ

A segunda-feira está mais triste, com a morte de um grande amigo no futebol, o ex-preparador físico, Marcelo Nunes, o Pantera. Era setorista do Avaí quando ele chegou ao clube e logo participou da campanha vitoriosa da conquista da 2ª Divisão, com o Lauro Búrigo de treinador e o Nilton Dionísio de presidente. Foi ganhando nome e projeção pelo seu trabalho, algumas vezes contestado, mas sempre respetiado, até chegar ao título de campeão brasileiro da série C em 1998, ao lado do treinador Roberto Cavalo e de jogadores fantásticos como César Silva, Altair, Prateatti, Dão e Cia. Pantera lutou pela vida e nos deixou excelentes e bons exemplos de superação, garra e amor pelo futebol.

3 comentários :

valeci Nunes Filho disse...

Polidoro, meus parabéns por essa nota a respeito do falecimento do Pantera. Conheci o Pantera e sabia da competência e do amor que ele tinha pelo Avaí. Um profissional que sempre honrou a profissão que abraçou.
Agora é rezar para que tenha muita paz.
Um abraço,
Valeci.

Maurio disse...

Nosso camarada Pantera era uma figuraça. Um cara divertido, boa gente. Com certeza vai deixar saudades. Em compensação o Céu vai ficar mais "agitado" com ele e o Babão dominando a área.

Descanse em paz, Marcelo

Sergio Junior disse...

Baita preparador. A familia minhas condolências. Descanse em paz Pantera! Poli, porque nossa imprensa que se diz imparcial não fala sobre o objeto arremessado sobre Silas no ultimo classico no Scarpelli? Quando Nosso tribunal vai se reunir para punir o FFC? Como ficou o caso de uma bandeira hasteada em via publica com a autorizaçao do poder publico? Imprensa imparcial sem influencia do cafe de segunda feira cobra. Estranho nao vejo uma linha ou noticiario da imprensa alvinegra cobrando esses absurdos. Ao contrario do Avai o FFC nao apresentou o culpado, portanto é passivel de puniçao. Silencio estranho, alguem tem rabo preso?